terça-feira, 6 de março de 2012

Meninas

Em 2005 filmamos o "Meninas". Com uma equipe reduzida e universitária, contando apenas com os parcos recursos da UFF, visitamos diversas boates gays - da Le Boy, em Copacabana, à Papa G, em Madureira - atrás dos shows das principais drag-queens da noite carioca à época.


De todos esses artistas, a Rose Bom Bom merece destaque: respeitada e aclamada pelo público e por seus pares, Rose era uma espécie de rainha das drag-queens, além de palhaço de mão cheia e ator de talento. Sempre quis ter Rose - ou melhor, Pedro Paulo - num filme meu, nalgum outro filme meu, de ficção. Infelizmente a morte antecipou-se.*

Antes dele, Narayanna de Lucca, que também era maquiadora da TV Globo, havia falecido. Falaram em overdose, mas eu nunca soube a história real.*

O filme envelheceu bem. Eu tinha muito medo de que isso não acontecesse, e que se tornasse mais um daqueles tantos curtas que o tempo roeu a coerência. Não posso reivindicar os méritos por isso: os louros, nesse caso, cabem todos aos artistas à frente da câmera. Especialmente Rose Bom Bom.

Cartaz do "Meninas"

*Rose faleceu em decorrência de um coágulo formado após um atropelamento, [dezembro 2011]
*Recentemente faleceu também Kayka Sabatella, vítima de um infarto decorrente do diabetes. [maio 2012]
*Mais recentemente, soube do assassinato de Tara Wells. Uma maldição do "Meninas"? [outubro 2014]