sexta-feira, 25 de junho de 2010

Custos

Ainda me custa acreditar em pessoas que se importam, que abdicam de casamentos com as filhas da lavadeira em prol de uma vida que sempre traz, insiste em trazer angústia e inconformidade. Ainda me custa um bocado crer em pessoas que possuem valores, em pessoas que creem num D'us mesmo que seja inconsciente, incontornável e inexistente como o meu; em pessoas que se sabem, como tudo na vida, efêmeras.

Ainda me custa acreditar em reciprocidade.




Se o dia me caísse bem como a noite, eu teria ido dormir feliz.