sábado, 11 de fevereiro de 2006

Um último post

Não se espantem se esse for o último post.


Na verdade, é bem provável que não seja. É bem capaz de, depois que a chuva passar aqui dentro, eu continue escrevendo como sempre escrevi. É complicado esse negócio de escrever: escreve-se só por falta de opção mesmo, acaba sendo inevitável.

Preferia estar escrevendo um roteiro, fazendo um filme, fazendo algo por mim ou por alguém que eu ame ou que eu não ame. Escrever é destrutivo e catártico como uma noite mergulhada nos alucinógenos que nunca experimentarei. É chato como uma noite passada com um vendedor de seguros. E, no final das contas, inútil como uma noite. Qualquer noite.

Tenho me emocionado com muita dificuldade. Tenho um saco de pedregulhos atado à alma. Tenho tido pouca ou nenhuma vontade de escrever. Tenho também a convicção de que fases alternam-se, ainda que agravem-se a cada ciclo. Tenho estado cansado.

Muito cansado.

6 comentários:

  1. estar cansado, as vezes, faz com q a gente vá por um caminho meio depre...
    Anime-se!!!
    Bonito texto e q não seja o ultimo!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Ah, até q escrever tem me ajudado bastante...
    Não pare não... apesar do seu blog me irritar as vezes...
    Brincadeira!! Calma!! =P
    Bjos, moço!!

    Ó, comentando aqui pela segunda vez, acho...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. nessa vida o ultimo não se repete mais que o primeiro. Como diz a lenda, nunca diga nunca!

    ResponderExcluir
  5. Ora, moço, lamento que as coisas estejam chuvosas.

    Acho que não se pode escrever sem olhar as trevas. Por isso é tão incômodo, e em alguns momentos necessário.

    Espero que você não se cobre, logo estará criando, fazendo, dê-se tempo.

    Se me emocionar fosse fácil, talvez eu pudesse de desejar mais coisas boas.

    Deixo-te apenas um silêncio muito grande e cúmplice.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Engraçado. Isso tá parecendo uma epidemia.

    ResponderExcluir